Make your own free website on Tripod.com

 

 


Paixão

Queria tê-la aqui, neste momento.
meus lábios a se desgastar
nos teus placidamente.
ir sentindo aquela gana, devagar,
que se transforma em tara, tesuda-demente.

Teus poros nos meus,
travestidos de suor e calor e desejo.
teu perfume me inebriando
e me convertendo em desejo puro.
teus olhos doces me invadindo,
nu de prazer e de paixão.
E eu, cruamente entregue,
totalmente movimento e inerte, dado.

Tua pele nos meus sentidos,
através das tuas mãos percorrentes.
tua tez, tesuda, as roçar na minha, incontida.
tua respiração ofegante,
tua voz inebriante, nos meus ouvidos surdos
pelo amor incontentável

Tuas mãos a me perscrutar,
incólume, feito desejo inacreditável.
eu, corpo perdido, totalmente entregue,
totalmente inaudito,
solto feito flor, pólem de prazer incontido.

Minha língua encontrando a tua.
não sei onde e nem por quê.
apenas fazendo da alma uma coisa viva,
cheia de prazer,
apenas fazendo da vida puro prazer,
em íntimos instantes.

Minha pele roçando a tua,
nossos corpos se interpenetando
até não mais poder...
Haveria algo melhor e mais doce?
haveria uma chance de ter menos prazer?

Teus lábios nos meus me invadindo,
meus lábios nos teus totalmente invasores:
haveria como não ter este prazer de existir?
haveria como não ter este prazer de viver?

Tua língua me usurpando
inteiramente os pedaços.
eu me descobrindo que nunca existi.
será que esquecerei?
esqueceria estes momentos indiziveis?
ou simplesmente morrerei de prazer
ante a ti e a estes lábios

Wilson Gordon Parker

         


http://sonhosdalua.tripod.com.br
Ao repassar mantenha os créditos
Lei Nº 9.610 de 19/02/1998 dos direitos autorais