Make your own free website on Tripod.com

 

Na calada da noite


Na calada da noite, na solidão do meu quarto,

vendo a luz da lua entrando pela janela aberta
lembro-me de ti, e da distância que nos separa
e penso, será amor?

será que esse sentimento que me embala,

emociona, e me desperta para vida é amor?

como posso te amar, se nunca te vi?
como posso querer-te tanto, se nunca te toquei?
como posso desejar-te tanto, se nunca senti teu cheiro?
como posso estar a perder o sono por alguém que só imagino?

o amor nos leva a loucura;
estarei louca então?
louca por ti ?
louca por tuas palavras?
estou sim louca de amor, pela tua beleza,

que espelhas nessa tela;
onde as emoções se confundem,

e o prazer desperta e a paixão nos controla;
por todas essas emoções, olho a luz da lua

que entra por minha janela nessa noite;

e me descubro a te amar.
sem nunca ter te visto, ou tocado, mas a te amar.

Isolda

HOME               VOLTAR