Make your own free website on Tripod.com

 

A espera do amor

Entre as quatro paredes do meu quarto
me deito entre a angustia e a solidão,
abraçada a esperança, de que um dia
 o amor  venha me buscar

Tempo cruel, torturador...
Voando ou se arrastando, não importa,
é sempre implacável...
aos poucos me cobre com seu manto,
 rindo de mim a me mostrar a realidade
"o que passou não volta mais!
nem beleza, nem juventude...
nem o que se deixou para trás"

Não quero mais pensar!
só quero ficar aqui, abraçada a esperança...
 esperando o amor  vir me buscar!

Damares

 

Sonhos da Lua
Ao repassar mantenha os créditos
Lei Nº 9.610 de 19/02/1998 dos direitos autorais